Séculos depois da Reforma Protestante, temos a mesma percepção dos reformadores medievais: a Igreja precisa voltar ao Caminho, ou seja, retornar às fontes, às Escrituras Sagradas necessitamos passar por uma Nova Reforma.

No dia 31 de outubro de 1517 Martinho Lutero afixou as 95 teses na porta da igreja de Wittenberg. Esse ato foi uma forma de protesto contra os desvios doutrinário da Igreja Romana. Esse movimento completou 500 anos em 2017.

Para comemorar essa data, a Editora Vida lançou a Bíblia Nova Reforma. No entanto, não significa que essa obra é apenas um símbolo comemorativo, antes, ela é um material útil para aplicação e exercício da fé, sobretudo dentro da nossa realidade social.

A finalidade da Bíblia Nova Reforma é conscientizar e transformar a comunidade cristã em um modelo mais bíblico e relevante para a sociedade, bem como atuar para promover mudanças significativas ao seu redor.

Ela dispõe de ferramentas que auxiliarão você, leitor, a compreender o texto bíblico à luz da realidade da América Latina. São recursos exegéticos e hermenêuticos mais modernos, aliados à contribuição das ciências humanas e sociais (sociologia, psicologia, antropologia, etnologia, história, filosofia, teologia etc.). Sendo assim, o leitor interage com a Bíblia e, ao mesmo tempo, com seu contexto social e cultural.

Veja os recurso da Bíblia Nova Reforma:

Prefácios e notas de Martinho Lutero.

Prefácio especial à edição brasileira.

Texto bíblico da Nova Versão Internacional.

Notas exegéticas e expositivas que ajudam a compreender o texto bíblico e que servem de ferramentas para o exercício do ministério.

Mensagens proféticas de reforma para a Igreja de hoje e sua missão.

Notas temáticas para entender melhor os grandes temas da atualidade.

Mapas e fotos em cores dos lugares da Reforma.

Essa obra é indicada para pastores, pregadores, professores, seminaristas e estudantes da Bíblia que desejam contribuir para que ocorra uma Nova Reforma nos dias atuais.